terça-feira, 22 de setembro de 2009


É desejo

devaneio

de um coração

derradeiro

de uma paixão

em neon

piscando:

ILUSÃO
ILUSÃO ILUSÃO

ILUSÃO
ILUSÃO ILUSÃO


10/09/2000

6 comentários:

fabiano Silmes disse...

Cada propaganda em neon é um desejo de consumo despertado...nós somos seres pulsionais, ou seja,sempre estaremos a procura de algo para saciar esta vontade que nunca será extinta,o pior de tudo, enquanto a cidade a nossa volta é um imenso outdoor brilhando... Andréa seu texto deixa a segunte reflexão:

Que bom seria se tivéssemos consciência de que somos vítimas de nossos próprios desejos.

Beijos(iluminados)

Paulo Rogério disse...

Você se superou na forma!
Andréa, o fascínio pela estrela de neon é antigo. A atitude diante dela, em parte, depende só de nós mesmos, Magos ou Herodes. Mas como interpretar a profusão de mensagens das luzes de néon atuais, que não o mais próximas da Ilusão somente, do consumo (de qualquer coisa), do engodo?

Desengavetados disse...

Sim, Paulo. O engodo, o consumo...cabe aqui tb!Adorei a reflexão sobre!Como Fabiano mesmo disse, "somos vítimas de nossos próprios desejos".
Bjos, rapazes!

Desengavetados disse...

O neon remete aos desejos, as paixões. Suas cores forte reluzem, seduzem e atraem a visão...mesmo se o outdoor estiver a quilômetros de distância... Um "M" luminoso rs.

Os desejos, muitos deles, são assim... nos amarram os pulsos, se permitimos, agem sobre nós. E apesar da polpa que se apresenta, tem sua derrocada, pode ser uma ilusão. Ou Ilusões de ótica rs (o neon é a confusão dessas cores). Sempre existe um mais curioso, que não consegue resistir a atração que isso provoca.
Escrevi essa poesia 9 anos atrás e precocemente. Quando uma amiga me contou uma história que aconteceu com ela.
Vejo que o tempo deixou essa poesia intacta!Uma poesia que ainda sugere discussões...
Unir ao desenho neon é algo que tento fazer já algum tempo...Não existia toda essa tecnologia ao alcance, e eu esboçava um desenho num caderno antigo de poemas...
Que bom receber esse retorno de vcs, boas considerações!

petrucian disse...

Num passeio por "próximo blog"s encontrei uma menina que suponho morava em uma gaveta.

porem, ao sair da gaveta, não disse palavrões ou usou de indelicadezas. não criticou desafetos nem morais nem mundanos. isso no que li. Nem de forma oculta nem de forma explicita.


não cultivar o ódio é bom. Os frutos nascem em nossos quintais.

porem, "há sempre uma gaveta maior",
sacaria esta da manga, mas voce me parece da paz.
O que nos faz dar passos nos degraus que nos levam a morte (a vida), são nossos ressentimentos. A força vem do ódio. E não vejo ódio por traz de sua força, vejo arte.

Bom, mas talvez minha visão sobre sua personalidade esteja com graus de distorção.
Talvez minha realidade tenha sido distorcida.

Você esta em uma gaveta maior?
Se é que me entende...
bjs, adorei seu blog.

Desengavetados disse...

Petrucian, realmente vc não me conhece. rs Não cabe aqui julgamento sobre minha personalidade.
Repito, o objetivo do blog desengavetados é inserir discussões literárias. O propósito aqui é somente esse. Fique a vontade pra trazer a tona apontamentos que residem da impressão que a arte lhe causa.