sábado, 26 de setembro de 2009

Não gosto de passos longos

nem sempre são grandes passos.

Prefiro passos curtos

bem idealizados.

É na ponta dos pés

que guardo o equilíbrio

e a sabedoria concedida.

01/08/2001.

17 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Desengavetados disse...

Olá, Petrucian! Resolvi acatar seu pedido. Eu ainda estou experimentando escrever com imagens, isso pra mim é novo. Estou tentando acertar ainda.
Troquei a imagem. Agradeço sim pela sugestão, isso me ajudou a enxergar melhor a proposta.
Não sei se agora estou agradando com essa imagem, mas creio eu que ficou melhor.
Não consegui acessar nenhum dos sites que me sugeriu. Veja como ficou e me diga se gostou. Ok?
Bjos!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Paulo Rogério disse...

Andréa, na conjugação de um poema, cada um verá a imagem que melhor lhe toque. Eu, por exemplo, veria uns pés de bailarina, e tentaria absorver o quanto custa de treinamento para segundos de equilíbrio. Seu poema conciso também traduz um certo provérbio popular. E exala ainda uma sabedoria própria. Bjos!

Desengavetados disse...

OI, Paulo! Sei pq pensou nos pés de uma bailarina, por causa da frase "É na ponta dos pés que guardo o equilíbrio...". De fato, eu tb havia pensado. Mas aqui quis deixar o enfoque da figura para os passos.

Vc adinhou! Isso foi um provérbio que escrevi alguns anos atrás, ao desengavetá-lo, se tornou poesia. Pode ver que o fechamento dele tem esse formato.

Valeu pela dica da gravura...mas não quero perder essa ideia dos passos.
Bjoss!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Desengavetados disse...

Petrucian. Estou um pouco sem tempo pra postar, mas aguarde.
Quanto a imagem, ela está aí mesmo pra ser interpretada. rs bjos!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
f@ disse...

Olá Andréa,

Não sumi venho sempre aqui espreitar mas com falta de tempo nem tenho comentado... vou esforçar-me + para sempre deixar uma palavrinha...

Esse passo lento na ponta dos pés aliado ao equilíbrio em geral... mto BELO...

!menso beijinho

Anônimo disse...

seu ritmo de postagem é esse mesmo?
vezes que venho aqui e nada.
beijos.
linda.

Desengavetados disse...

Oi, Petrucian! Não escrevo com uma arma apontada na cabeça! Sou livre pra isso! Às vezes não estou com vontade de postar. Ou às vezes preciso elaborar melhor...aguarde. Aguardar tb é preciso! rs

Abismo do Obscuro disse...

Passos curtos podem evitar uma queda acidental num abismo. É bom calcular os passos pois a impulsividade pode ser perigosa.